segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Tradições da escola alemã.

Foi na semana passada que o nosso filho iniciou um novo ciclo na sua vida, entrou para o 5º ano, na tão ansiada "Escola dos Grandes", como ele muitas vezes lhe chamava e começou logo com o pé direito, não só porque entrou na escola que desejava, mas também porque ficou na mesma turma com os melhores amigos, um sonho portanto. 

Pois começo por dizer que, mais uma vez, fiquei deslumbrada com as tradições das escolas alemãs, tão simples, tão significativas para pais e alunos e que são pensadas ao ínfimo pormenor, pese embora que os alemães já tenham muita experiência nestas andanças e saibam tudo de trás para a frente.

Não sabia bem o que esperar no primeiro dia, os pais foram convidados e os alunos iriam ter uma "aula" de apresentação. Não sabia se deveríamos levar logo o material todo para guardar no cacifo, se ele levaria apenas a mochila com um bloco de folhas e estojo de canetas. Optámos pela segunda e mesmo assim, constatei que ele foi dos mais carregados (mas não foi o único, nota importante). A maioria dos miúdos não levava absolutamente nada, afinal era apenas a apresentação à escola, mas sem problemas. Depressa guardámos a mochila no carro e lá fomos nós. 

Quando chegámos fomos então encaminhados para o Auditório onde os novos alunos se sentaram à frente e os pais e restante família se sentaram atrás. À hora prevista, o Director da escola fez um discurso simples, desejando as boas vindas aos novos alunos, apresentando os professores, disponibilizando-se para esclarecer os pais no que fosse preciso. Seguiu-se um momento musical com um grupo a cantar e a tocar. Para finalizar o Director chamou turma a turma, os professores das mesmas, assim como os alunos mais velhos incumbidos de ajudar as turmas durante o ano e depois juntou-se ele próprio para a fotografia oficial. Quando terminaram os flashs dos pais "paparazzi", os professores pediram que os alunos que os seguissem para a sua primeira aula e lá foram eles.

O Director encerrou a apresentação, convidando os pais a comer e beber das iguarias preparadas pelos pais do 6º ano, brincando connosco e dizendo "Aproveitem que para o ano são vocês a preparar as coisas". Para além da comida havia muita informação suplementar sobre as actividades que a escola oferece (sem qualquer pagamento suplementar, nota importante) e pudemos trocar impressões com os outros pais.

Quando os nossos filhos saíram vinham felizes e contentes, com um caderno tipo calendário onde se apontam os trabalhos de casa, muito comum na Alemanha e mais informação para os pais. As primeiras impressões foram boas e claro que os pais também ficaram satisfeitos.

Estas tradições tão simples onde todos colaboram são de facto muito significativas para as crianças que sentem que estão mais crescidas e vão entrar numa nova fase das suas vidinhas. Aconteceu na despedida da Creche onde para além da festa de despedida, é hábito as crianças dormirem lá uma noite (na última semana), houve uma festa na Escola Primária onde se deram os alunos mais velhos deram as boas vindas aos novos alunos e depois a despedida que incluiu a largada de balões e se cantou uma canção de agradecimento à escola e aos professores. Agora foi a festa de boas vindas ao 5º ano. Nunca tive nada disto, e se ao princípio quando vim viver para a Alemanha não lhe dava importância, acabei por passar a dar ao perceber o brilho nos olhinhos das crianças que se sentem tão importantes e felizes com a nova fase das suas vidas. Estou rendida e acreditem, as coisas simples e com entreajuda, são às vezes as mais significativas para pais e alunos.

Sem comentários:

Enviar um comentário